terça-feira, 23 de setembro de 2014

São Pio de Pietrelcina, rogai por nós


São Pio de Pietrelcina, nasceu no dia 25 de Maio de 1887 em Pietrelcina, na arquidiocese de Benevento, filho de Grazio Forgione e de Maria Giuseppa de Nunzio. Foi baptizado no dia seguinte, recebendo o nome de Francisco. Recebeu o sacramento do Crisma e a Primeira Comunhão, quando tinha 12 anos.
Aos 16 anos, no dia 6 de Janeiro de 1903, entrou no noviciado da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, em Morcone, tendo aí vestido o hábito franciscano no dia 22 do mesmo mês, e ficou a chamar-se Frei Pio. Depois da Ordenação Sacerdotal, recebida no dia 10 de Agosto de 1910 em Benevento, precisou de ficar com sua família até 1916, por motivos de saúde. Em Setembro desse ano de 1916, foi mandado para o convento de São Giovanni Rotondo, onde permaneceu até à morte.

Desde a juventude, a sua saúde não foi muito brilhante e, sobretudo nos últimos anos da sua vida, declinou rapidamente. A irmã morte levou-o, preparado e sereno, no dia 23 de Setembro de 1968; tinha ele 81 anos de idade. O seu funeral caracterizou-se por uma afluência absolutamente extraordinária de gente.

Para meditar deixo aqui algumas frases:

“Tudo o que vem de Deus deixa a alma tranquila mesmo diante de aflições e contradições.”

“Não se desanime se você não consegue fazer tudo como gostaria.”

“Em tudo o que você fizer, seja sempre humilde, guardando zelosamente a pureza de seu coração e a pureza de seu corpo.”

“A alma cristã deve fugir dos aplausos dos homens.

“Aspiremos a felicidade que nos foi preparada por Deus.”

“Deus é nosso Pai. O que se pode temer tendo um Pai como este?”

(São Pio de Pietrelcina)

Nenhum comentário:

Postar um comentário