sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Santa Maria- Porciuncula

 A capelinha que São Francisco fez erigir no Alverne, à sua chegada – feita de paus e de ramos então, nesta primeira e única quaresma que o Santo passou no alto do monte – dedicou-a a Maria dos Anjos. Maria Santíssima está presente na sua vida interior em tudo. Com Cristo, em Cristo, para São Francisco tinha que estar sempre a Mãe de Cristo. Sua devoção à sua Senhora, à sua Rainha, à Mãe do seu Senhor era profunda, terna e sentida, com os acentos do cavalheirismo medieval. Não sabemos particularidades a respeito do exercício de devoção marial no Alverne em 1224, mas o fato de ter dedicado a capelinha a Santa Maria dos Anjos diz que aí esteve muitas vezes entretido com sua Rainha. O Concílio nos convidou a que aperfeiçoássemos nossa piedade marial e a limpássemos de exageros e deformações. Isto, certamente, não significa, na intenção do Concílio, que devamos eliminar a devoção e que devamos agir indiscriminadamente contra a religiosidade popular de veneração e confiança na Mãe de Deus. Significa, sim, um aprofundamento e um progresso na direção de formas de devoção em verdade, fé, confiança, amor, imitação. Aconteceu que houve uma inflexão sensível na piedade marial, e é tempo de recuperar-nos. Ponhamos, com São Francisco, Santa Maria em nosso Alverne. Quanto mais nossa piedade marial for autêntica e conforme à fé, tanto mais será intensa e sentida. Como a de São Francisco.
FREI CONSTANTINO KOSER O.F.M.






Santa Maria dos Anjos- Assis/Itália

"Eu sou todo Vosso e tudo o que tenho Vos pertence, ó meu amado Jesus, por Maria, vossa Santa Mãe"

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

O PEQUENO CAMINHO DO AMOR que São Francisco viveu ...




Pisar onde nosso Pai São Francisco pisou ... 
 Sentir o que Ele sentiu ...
 Vivenciar o que Ele vivenciou ... E 
 Receber para levar aos outros o que Ele viveu .

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Hospital Pe. Tiago na Providência de Deus




 "A Inauguração dessa unidade, foi e esta sendo um grande despertar de vida para Jatai, temos vivenciados momentos de muitas graças em nosso Santuário de amor para aliviar as dores e recuperar a Vida.
Associação e Fraternidade São Francisco de Assis Na Providência de Deus, uma rede do bem, para fazer o bem!

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Palavra de Deus ilumina nossa vida.



Nesta vida, todos são chamados a realizar algo que ninguém pode realizar em nosso lugar porque este espaço é meu, é seu, é de cada um. Deus espera que nós entendamos seus desejos de felicidade para nós e que nós compreendamos que viver é uma experiência única e intransferível que depende somente de cada um.

Se não sabemos por onde andar, se nos perdemos nas encruzilhadas da vida, se estamos desiludidos com as pessoas e com nosso próprio jeito de viver, de ser e de agir, tenhamos, ao menos, a humildade de pedir um conselho a Jesus. Francisco de Assis, nosso querido santo da paz e da humildade, descobriu uma verdade que mudou sua vida e nos comunicou assim: “Ler a Sagrada Escritura significa pedir um conselho a Cristo”. Não percamos a oportunidade de conversarmos, em cada dia, com um amigo tão ilustre.

Certamente Ele nos dará suas palavras porque Ele é o caminho que conduz à vida! Ele nos iluminará com suas palavras porque Ele é a verdade que liberta! Ele nos saciará com suas palavras porque Ele é a vida verdadeira que enche nosso coração de paz e nossos dias de serenidade e alegria. E esta alegria ninguém poderá tirar de nós porque vem do próprio Deus.

Bento XVI nos ensina que “A Sagrada Escritura não é algo que pertence ao passado. O Senhor não fala no passado, mas no presente; Ele fala conosco hoje, dá-nos a Luz, mostra-nos o caminho da Vida, concede-nos a comunhão, e, assim, prepara-nos e abre-nos para a Paz”.

Nosso Papa Francisco, atento aos sinais dos tempos e atento à urgência de uma nova evangelização, lança um grande desafio a todos nós: “Vamos ao encontro das pessoas!”

Acolhamos este sério apelo e nos coloquemos em movimento porque muitos podem morrer de sede por nossa culpa. Vamos! Saiamos para a rua! Lembremos... Desconhecer a Palavra de Deus é desconhecer o próprio Cristo”, diz São Jerônimo.
 Fonte: (Ir. Deuceli  Kwiatkowski)